fbpx

Tipos de segmentações no Facebook Ads

Há algum tempo o alcance orgânico de postagens nas páginas do Facebook vêm caindo radicalmente. Portanto, impactar seu público ficou bem mais complicado para as empresas que tinham o Facebook como aliado para marcar a sua presença virtual.

Daí, a partir dessa questão, surgiram duas possíveis alternativas para que as marcas pudessem lidar com essa situação. A primeira alternativa é de se conformar com o alcance orgânico que, frequentemente, não passa de 1% do número  de fãs da página, já a segunda é anunciar no Facebook Ads, a plataforma de anúncios patrocinados mais relevante em redes sociais de toda a web no momento. 

E dessa forma surgiu o Facebook Ads, a segmentação dentro da rede social é extremamente poderosa, pois as empresas já conseguem acertar no perfil do público-alvo de determinada campanha, tudo baseado no perfil do usuário, como suas preferências, tipos de lugares que frequentam, o que gostam de fazer, etc.

Nesta matéria iremos dar dicas para você aperfeiçoar seu público no Facebook Ads, o que consequentemente te ajudará a atingir melhores resultados, inclusive na redução dos gastos com marketing digital.

E antes de começar, preciso te dizer, é de grande importância que seja definida a persona para a qual você deseja direcionar o conteúdo, afinal para que essa otimização em Facebook Ads seja valiosa, você precisa ter clareza em quem é o seu público alvo, beleza?

1.  Criação de Público-Alvo

O Facebook tem ferramentas muito boas que permitem a criação de públicos-alvo personalizados de acordo com a sua lista de clientes, visitantes do site, e das pessoas que interagem com sua marca dentro da rede social.

É preciso lembrar que o Facebook não oferece informações sobre públicos que envolvam menos de 1.000 usuários, a fim de protegê-los. Portanto, sempre tenha essa medida mínima ao criar seu público.

2. Dados demográficos e Localização

A localização é a segmentação mais simples encontrada no Facebook Ads e como o nome já diz, com essa segmentação você terá a possibilidade de escolher a localização dos usuários que você quer alcançar com seus anúncios e também das faixas de cobertura ao redor das cidades que você selecionar. Nessa mesma opção você poderá filtrar estados, ou se preferir cobrir todo o território nacional com a sua campanha. Esse tipo de segmentação é ideal para quem tem uma loja, ou estabelecimentos físicos com anúncios locais.

3. Idade

É muito importante filtrar seus usuários pela faixa etária, e além disso poder segmenta-los por sexo e o idioma que falam também.

Essa segmentação pode ser feita também por outros dados demográficos, como status de relacionamento, formação acadêmica, ocupação, domicílio, afinidade étnica e acontecimentos, como por exemplo, usuários que têm amigos com aniversários próximos ou recém-casados.

4. Interesses

Nesta segmentação você pode se basear em assuntos e páginas que o seu usuários pode curtir. Por exemplo, se o seu anúncio estiver relacionado ao mercado alimentício, você pode encontrar tópicos relacionados a este mercado, como:  “comidas e bebidas”.

5. Considere Comportamentos

É possível direcionar anúncios para usuários considerando seus hábitos e comportamentos frequentes, como usuários que estão viajando, usuários que jogam video-game, que gostam de ir a bares e restaurantes, etc.

6. Valorize suas conexões

A sua própria página do Facebook é muito relevante para a segmentação de anúncios, você sabia?

É sim,  e você pode alcançar apenas fãs da sua página, amigos dos fãs, e se quiser pode até excluir os fãs desta página para que possa impactar apenas novos usuários.

7. Públicos Personalizados

Se você leu até aqui, você já sabe que fazer uma boa segmentação dos seus anúncios é essencial. E quando falamos em públicos personalizados a chance da segmentação dar certo é ainda maior. Nesta opção você pode fornecer sua base de dados com informações de um determinado público como (nome, e-mail, número de celular, e id de usuário na rede social). A partir dessas informações, o Facebook poderá cruzar esses dados, com os dados que eles já possuem sobre  a atividade desses usuários, traçando assim um perfil do seu público a ser alcançado. Você também pode direcionar a segmentação para o público do seu site por meio do pixel de público (um trecho de código instalado em seu site que captura informações dos visitantes e fornece ao Facebook para análise e segmentação), do pixel de conversão ou dos fãs da sua página.

8. Remarketing

Por último, mas não menos importante: Remarketing.

Você já ouviu falar sobre?

Talvez você nunca tenha ouvido falar, mas com toda certeza em algum momento já foi alvo de um. Esse tipo de segmentação permite você alcançar usuários que realizaram ações em seu site, porém não concluíram a compra.

Um exemplo: Sabe quando você pesquisa algum produto que deseja comprar, mas não finaliza a compra de fato? E logo depois é impactado com vários anúncios daquele mesmo produto ou de produtos semelhantes? 

Pois é, isso é Remarketing.

Um público de remarketing pode ser baseado nos visitantes do seu site e segmentado de acordo com seu comportamento para aumentar o seu potencial de conversão.

Considerações finais

O Facebook Ads é uma ferramenta maravilhosa para criação de anúncios, mas saber segmentar seu público é fundamental para que alcance resultados promissores. E por mais fácil que pareça ser, o Facebook Ads tem muitos detalhes e particularidades que devem ser conhecidos, espero que a matéria tenha ajudado. Até a próxima.  

Compartilhar esta matéria

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email

PRECISA DE MAIS INFORMAÇÕES?

Estamos aqui para ajudá-lo. Por favor, preencha o formulário abaixo e entraremos em contato com você:

©2020 - E-commerce Rocket