fbpx

Saiba como funciona o live commerce

Você já ouviu falar sobre o live commerce?

Não? 

Ahhh, tudo bem, fica aqui mais um pouco e leia esta matéria que fiz para vocês com tanto carinho e vou contar tudo sobre essa tendência super promissora do e-commerce, e como alavancar suas vendas através dessa modalidade.

O live commerce é uma estratégia usada na interação proporcionada pelo streaming de lives para propiciar e alavancar vendas. Por meio dessa ferramenta, o vendedor promove seus produtos, serviços e todo o ecossistema de e-commerce.

Você pode até não ter percebido, mas é bem provável que já se deparou com uma estratégia de venda live commerce enquanto fazia suas buscas pela internet.

1. O que é Live commerce?

De acordo com a introdução,  o live commerce é uma estratégia de venda e uma união entre o live streaming com o comércio eletrônico. A estratégia tem origem na China, mas já se espalhou pelo mundo.

A grande vantagem dessa modalidade é a interação proporcionada pela transmissão ao vivo, que possibilita que vendedor e consumidor tenha uma maior proximidade, o que contribui para  um maior engajamento e, consequentemente, mais conversões.

Para aproveitar essa modalidade, as marcas convidam vendedores treinados, ou influenciadores para criar um verdadeiro “buzz” em torno dos produtos anunciados.

Usando estratégias como a de gatilhos mentais, como exemplo, o gatilho de escassez e a urgência (“desconto somente hoje”) ou até mesmo usando a autoridade que esses influenciadores e ou promotores têm, o que é um grande diferencial no momento da conversão. Além do mais, é legal sublinhar que esses vendedores não estão ali apenas para promover o produto e proporcionar vendas, são também, um entretenimento, e têm o poder de instruir o consumidor a como comprar de forma  segura, transmitindo confiança.

2. Quem usa o live commerce?

O live commerce já existe desde 2014, e é uma forte tendência na China desde de 2017. Em setembro daquele ano, a TMON, player de comércio eletrônico da Ásia, lançou o próprio serviço ao vivo e os resultados foram incríveis:  taxa de conversão de 21% e um aumento de 130 vezes na receita.

Posteriormente a tendência foi chegando ao Brasil, mas foi em 2020, durante a pandemia do coronavírus, que a modalidade realmente explodiu aqui, pois, diante da crise financeira, da quarentena e do isolamento, as marcas precisaram se reinventar.

Um exemplo de marca que embarcou fundo nessa modalidade é a: Americanas, com o nome de “Americanas Ao Vivo“, foram feitas várias lives promovidas com influenciadores relacionados aos inúmeros produtos vendidos no site da empresa.

3. O live commerce é promissor para as marcas e o consumidor?

Sim, e muito. Bom para as marcas, para as lojas e para o consumidor, pois, além do aumento nas taxas de conversão e de vendas, o live commerce vem se mostrando como uma grande e promissora tendência para todo o ecossistema do e-commerce.

  • 96% dos usuários assistem um vídeo de explicação para entender melhor sobre um produto ou serviço;
  • 84% dizem que se sentem convencidas a comprar um produto após assistir um vídeo da marca;
  • 66% afirmam que preferem se informar sobre um produto por meio de vídeo.

É um conteúdo muito valioso  e que responde a várias dúvidas do cliente sobre o produto, e ainda faz com que o usuário acabe passando mais tempo na sua página o que pode gerar resultados positivos, como: aumento do ticket médio da compra. 

Além disso, pode ser utilizado por lojas para impulsionar as próprias plataformas de e-commerce, como foi o caso da Americana, como já mencionado.

4. Quais os desafios das lives?

Como toda estratégia, as lives commerce também tem alguns desafios para serem produzidas. Porém, são desafios que podem ser facilmente superados, o que as torna com toda certeza promissoras.

Primeiro, desafios técnicos: produzir uma live pode  envolver diversas tecnologias, o que exige uma equipe preparada e com profissionais qualificados de marketing. O que pode resultar em um investimento alto, mas não existe empreender sem arriscar, não é? 

E como já citado antes, vem sendo uma estratégia eficaz para alavancar vendas.

5. Desafios do e-commerce

Os desafios para a produção de uma live não são os únicos, é necessário também que o seu o e-commerce esteja preparado para receber esse salto, afinal, o fluxo de clientes tende a aumentar, e é preciso evitar transtornos futuros, como por exemplo: a falta de produtos em estoque. Por isso, existem ferramentas inteligentes que direcionam os consumidores para os centros de distribuição mais próximos e que possuem o produto escolhido, afastando as grandes perdas geradas pela indisponibilidade de estoque. 

Nas lives isso pode acontecer por meio de um QR Code, por exemplo. Direcionar o consumidor para o varejo significa um tráfego muito qualificado.

Conclusão:

Se você chegou até aqui, fico muito feliz, afinal significa que o tema desta matéria foi relevante para você. E é isso que quero, poder ajudar empresários, donos de e-commerces, tal como, qualquer pessoa,  que têm interesse em aprender mais.

Então, agora, coloque em prática o que aprendeu, e venda mais em seu negócio, usando essa modalidade promissora.

Compartilhar esta matéria

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email

PRECISA DE MAIS INFORMAÇÕES?

Estamos aqui para ajudá-lo. Por favor, preencha o formulário abaixo e entraremos em contato com você:

©2020 - E-commerce Rocket